sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Cartas do Papai Noel

Papai Einstein ou Albert Noel?
   Acabei de ler o livro Cartas do Papai Noel de J. R. R. Tolkien que encontrei "garimpando" na Livraria Cultura (Brasília - DF). O livro tem a seguinte história: Todo ano, os filhos do mestre Tolkien escreviam para o Bom Velhinho pedindo seus presentes, Tolkien então os respondia fingindo ser o Noel e contando alguns fatos que acontecerem no Polo Norte, desde as trapalhadas do urso Polar do Norte, seu ajudante, até batalhas épicas entre os elfos e os trasgos.
   Sendo o livro de quem é, não precisa de elogios ou comentários, mas confesso que fiquei encantado com a leitura, o livro faz um apanhado das cartas com desenhos feitos pelo próprio Tolkien. O mais bacana ainda é que ano a ano, vamos acompanhando o crescimento dos filhos, desde quando John começou a escrever, passando pelo nascimento de Christopher e encerrando com a última carta à caçula Priscilla Tolkien.
   Não basta eu gostar tanto do Tolkien, agora me deparo com esse livro onde o protagonista é minha figura lendária predileta. Achei o livro uma pérola para minha coleção! Já pensou, você escreve para o papai Noel e ele te responde como se você fosse um amigo próximo? Esses meninos não fazem ideia de como estavam bem servidos.
   Enfim, gostei muito do livro e recomendo a todos os admiradores de Tolkien. Acho também o exemplo mais que válido. Os pais poderiam criar esse troca de correspondências entre os filhos e Noel. É bom para o desenvolvimento da escrita deles... Christopher Tolkien é a prova viva disso!