sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Vitor Cafaggi, orgulho dos quadrinhos nacionais

Tirinha sobre a infância de Peter Parker, o Homem-Aranha.
   Finalmente consegui comprar e ler a tão aguardada trilogia de revistas Valente de Vitor Cafaggi. Conheci o autor por meio da incrível releitura da Turma da Mônica lançada pelo selo de graphic novels, Graphic MSP, intitulada Turma da Mônica: Laços, que já tem continuação marcada e aguardada ansiosamente.
Mas quando eu realmente me tornei seu fã, foi quando li seu conjunto de tirinhas chamado Puny Parker (veja aqui), onde o autor cria a infância de Peter Parker (alter ego do Homem-Aranha), fazendo uma série de referências a vida adulta do herói Homem-Aranha. É realmente um trabalho maravilhoso que eu queria muito ver encadernado. Fica a dica para a Marvel! (rs).
   Para quem gosta do Amigão da Vizinhança, recomendo muito a leitura de Puny Parker, mas se você gosta mesmo do Homem-Aranha como eu, não precisa de recomendação e com certeza já deve ter começado a ler.
   Voltando à Valente, digo que gostei muito, as histórias do triângulo amoroso Dama-Valente-Princesa. São muito profundas e tocam de um jeito ou de outro o leitor, que se identifica em algum momento. Embora sejam tirinhas distintas (postadas no jornal e no seu blog), elas dão continuidade e formam uma história profunda e divertida. Recomendo a compra dos três encadernados que estão nas bancas, mas você também poderá lê-las no blog Puny Parker.
   O autor tem várias outras obras que desejo conhecer, mas essas são as três mais importantes (Puny Parker, Turma da Mônica: Laços e Valente). Sou suspeito para dizer, mas considero Puny Parker como a melhor das três, depois vem Laços e por último Valente que é muito bom mesmo assim.
Deixo aqui minha homenagem (e jabá) ao quadrinista Vitor Cafaggi que com certeza marcou a história dos quadrinhos nacionais. O seu talento é fabuloso e como ele mesmo diz em sua bio "Nasceu para fazer quadrinhos".