terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Frozen: uma Aventura Empolgante

Ah, esses dois iriam dar muito certo.
   Ontem de noite minha mãe decidiu do nada que iria realizar o desejo de minha irmã de ir ao cinema e matar a vontade dela mesma de conhecer esse tal de filme 3D. Nos arrumamos rapidamente e fomos ver ao filme Frozen: uma Aventura Congelante. No começo não fiquei empolgado para ver o filme, o trailer não revela muito e parecia ser um filme bem idiota (na minha opinião). Saber que o Fábio Porchat iria dublar um personagem me deixou menos empolgado ainda.
   Mas para minha surpresa, o filme é realmente muito bom! Mais um clássico Disney, que me lembrou bastante A Origem dos Guardiões e não é qualquer filminho que me lembra A Origem dos Guardiões.
 O filme tem uma história muito bonita, é original ao falar dos velhos clichês e tem uma dose de humor (na medida certa) fantástica. Recomendo aos que forem assistir que assistam em 3D. Não sou muito fã de ter que usar um óculos por cima do outro, mas esse filme tem muitos efeitos legais. Enfim, os filmes de contos de fada da Disney não precisam de muita propaganda, são cabulosamente incríveis e ponto final.
   Os personagens que achei mais cativantes foram o boneco de neve Olaf, mesmo com a voz do Porchat, e a Princesa Elsa que possui muitos conflitos internos e nem tem uma posição exata no filme. Quem assistiu me responda, a Elsa é uma vilã? Uma coadjuvante? Uma protagonista? O que ela é? 
Sem falar que em lembrei muito do filme A Origem dos Guardiões, tanto que já disse isso três vezes nesse post, (rs). Mas a semelhança foi tão bacana para mim que devo fazer uma fanfiction de um crossover entre os universos. Qualquer dias desse posto e compartilho o link por aqui.
Enfim, vão aos cinemas ver Frozen: uma aventura congelante e se divirtam de montão!

   No mais, desmontei só hoje o presépio e a árvore de Natal, também tirei o gorrinho de Papai Noel do título do blog, estou me acostumando com o chapeuzinho coco, mas me digam o que vocês acham.
Esqueci de dizer no último post, mas nesse fim de semana, alguns amigos que faziam o Curso de Verão comigo disseram que eu devia trabalhar na área da dublagem. Eles não fazem ideia de como gostei de ouvir isso. Eu bem que queria trabalhar nessa área, mas devido as complicações e a vontade de Deus, vamos deixar que o tempo responda, ou o sonho fica para ser apenas sonhado.